Este post também está disponível em: pt-brPortuguês

Aos povos e nacionalidades indígenas do Equador
Aos dirigentes da CONAIE e
de todas as organizações regionais
que a compõem

Prezados irmãos e irmãs,

É com muita indignação contra o mau governo do presidente Lenín Moreno e seus patrões nacionais e internacionais – o FMI, as corporações internacionais e seus capachos internos – que viemos por meio desta manifestar a todo o povo do Equador, e, principalmente a vocês, irmãos e irmãs, de todas as organizações e nacionalidades indígenas deste país o nosso agradecimento pela luta histórica e exemplar travada por vocês contra os poderes coloniais e contemporâneos que de diversas maneiras continuam exterminando os nossos povos e despojando-os de seus territórios e bens naturais que preservam até os dias de hoje.

Recebam a nossa mais sincera solidariedade neste momento histórico em que as agências do capital, os meios nacionais e internacionais de comunicação, silenciam e invisibilizam as grandes lutas desenvolvidas por vocês, visando garantir o respeito a seus direitos territoriais, a sua autodeterminação e continuidade enquanto povos e nacionalidades com identidades diferenciadas, sendo ao mesmo tempo cidadãos equatorianos plenos.

Queremos dizer que o exemplo de vocês nos inspira a continuarmos no mesmo sentido, uma vez que enfrentamos os mesmos problemas. O que nos une na Abya Yala é a voracidade do capital que avança cada vez mais sobre as nossas terras, territórios e bens naturais, mesmo que para isso tenha que recorrer às velhas práticas de genocídio e terra arrasada para possibilitar a implantação dos grandes empreendimentos (hidrelétricas, estradas, portos…), a expansão dos monocultivos e da mineração, além de sequestrarem os nossos conhecimentos ancestrais.

Exigimos do governo de Lenín Moreno que pare com a violência empreendida contra o povo equatoriano, as prisões arbitrárias e o assassinato de irmãos indígenas, enfim, a escalada criminosa de violação dos direitos humanos fundamentais.

Por tudo isso, irmãos e irmãs, estamos juntos nesta luta. Pela dignidade e o bem viver dos nossos povos e pelo amor a nossa Mãe Terra! Desistir jamais!

APIB – Articulação dos Povos Indígenas do Brasil